Público

Dar à luz sem uma epidural

Dar à luz sem uma epidural



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

O momento do parto é algo que mantém milhares de grávidas acordadas o tempo todo. As histórias de outras mães que passaram por isso e a incerteza diante do desconhecido tornam este dia inquietante. Vai dar certo? Vai doer muito? Serei capaz de me adequar?... Seja como for, nada que você tenha imaginado, imaginado ou desejado pode se parecer com o momento em si.

Nossas mães, avós, bisavós e outros ancestrais deram à luz sem uma epidural e nunca imaginaram que um dia poderiam dar à luz com pouca dor. Hoje, a anestesia peridural é tão difundida no mundo desenvolvido que milhares de mulheres tiveram o parto de uma forma diferente do que no passado. Porém, ainda existem aquelas que dão à luz sem peridural, seja por convicção pessoal, seja pela impossibilidade de aplicá-la no momento do parto. Eu sou um deles.

Meu terceiro parto foi tão rápido que não foi possível administrar a epidural, por mais que implorei, me desesperei e, por que não falar, gritei, não tinha como convencer a parteira. 'Não dá tempo, vai tudo muito rápido, não se preocupe', ele me disse sorrindo enquanto eu me contorcia entre as dores mais intensas que já senti. Porém, a parteira estava certa, Ignacio nasceu rápido e depois que ele foi embora, toda aquela dor foi embora e minha recuperação foi incrivelmente rápida.

Todas as enfermeiras do andar, e de turnos diversos, me parabenizaram por ter dado à luz tão rápido e sem peridural, para elas a melhor forma de parto natural. Eu, que ainda me lembrava da dor, olhava para eles sem acreditar e pensando que certamente falavam sem saber dos fatos.

Hoje, meses depois, compreendo o que diziam, apesar dos maus momentos que passei, porque me recuperei muito melhor e mais cedo do que nos meus dois partos peridurais anteriores. Em qualquer caso, eu, que não tenho coragem, continuaria a pedir uma epidural no parto. Por que entregar sem epidural sim, dói.

Em qualquer caso, a opção de administrar a peridural é pessoal e cada mulher decide viver o seu parto, dentro dos limites médicos, como desejar, seja no hospital ou em casa. Para quem quer passar pelo parto sem nenhum tipo de anestesia, são diferentes técnicas de mentalização e concentração que lhes permite não sofrer tanto durante o parto e controlar seus nervos, que são sempre tão maus aliados neste momento:

- banhos com água quente para relaxar e diminuir o estresse.

- exercícios respiratórios para reduzir a tensão.

- bolas infláveis ​​nas quais as mães se sentam para ajudar a criança a se mover pelo canal do parto.

- massagens lombares que o pai pode aplicar.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Dar à luz sem uma epidural, na categoria Entrega no local.


Vídeo: AMC 08 - PUNCÃO LOMBAR (Agosto 2022).